Publicidade
Ciência Saúde

USP busca voluntárias para testar canabidiol contra dores. Veja como!

No Brasil, a endometriose afeta 8 milhões de mulheres. Todavia, conforme pesquisas da USP (Universidade de São Paulo), o canabidiol contra as dores da endometriose pode ser uma solução e tanto.

Neste artigo, você vai descobrir como isso pode ser possível, quem pode se voluntariar e o que é a endometriose em si. Acompanhe a leitura e confira!

Publicidade

Como funciona o estudo da USP sobre o assunto?

A FMRP (Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto), núcleo de muita credibilidade da USP, busca voluntárias para um estudo com canabidiol.

O canabidiol é um tipo de medicamento que deriva da planta Cannabis sativa. As análises dos pesquisadores são a partir dos efeitos do canabidiol contra as dores da endometriose.

Canabidiol contra as dores da endometriose
(Foto: gpointstudio/Freepik)

As pesquisas seguem o conceito “estudo duplo-cego”, ou seja, metade das voluntárias receberão o medicamento e a outra metade apenas placebo.

Vale explicar que o placebo tem aparência idêntica ao medicamento, mas não conta com o princípio ativo. Após nove semanas de estudo, a análise dos dados vai mostrar a eficácia.

Quem pode se voluntariar?

É importante que sejam mulheres com mais de 18 anos, que sofrem de endometriose. Basicamente a procura é por pessoas que não melhoraram com tratamentos e nem cirurgia.

As voluntárias que se dispuserem a participar do projeto devem fazer consultas presenciais, bem como coletar sangue em intervalos de uma a quatro semanas.

Mais informações e pré-inscrição: [email protected]

Leia também: Cientistas descobrem caminho para fonte de energia limpa infinita

O que é endometriose?

Acontece quando as células do endométrio, tecido responsável por revestir o útero, tomam um caminho oposto ao habitual durante a menstruação.

Ao cair nos ovários ou na cavidade abdominal, a tendência é que esse tecido do endométrio se multiplique e volte a sangrar.

A endometriose pode ocasionar cólicas intensas, dor e sangramento ao evacuar ou urinar, dor nas relações sexuais, fadiga e até dificuldades para engravidar.

Muito importante essa pesquisa, não é mesmo?! Quer conferir as demais notícias do nosso portal? Então, aproveite que está aqui e leia outros artigos agora mesmo!